COMPARTILHAR

Ou não fosse eu o ‘Gajo dos 31 carros’, ou já tardava para venda do Lexus! Eu bem tentei ficar com ele, mas as ‘ganas’ da troca falaram mais alto e lá o vendi! Fiquem atentos à vinda do ‘Gajo dos 32 carros’ 😉

 

Subscreva o Canal

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Caro Pedro,
    Como seguidor do canal e após ver e rever os vídeos referentes ao Lexus IS 300H, sobre o qual não esconde a admiração (não fosse a tal pancada…) solicito a sua opinião para o seguinte:
    Actualmente tenho um BMW 320d de 2013 que comprei nesse mesmo ano com 19 000km e que actualmente tem 165 000km.
    Estamos a falar de um modelo Sport, Cx automática (e que caixa…) e cheio de extras (Head Up Display, Harmon Kardon, Bancos em pele, Navegação Profissional, assistente de luzes etc etc) e com prestações e consumos muito interessantes.
    Nunca tive qualquer problema técnico e o carro está em muito bom estado.
    Porém, o interior da BMW começa a aborrecer-me e as linhas exteriores começam a acusar o passar do tempo e a falta de criatividade dos Alemães.
    De modo que pondero trocar de carro no inicio do próximo ano.
    Debaixo de olho tenho o novo série 3 (BMW G20) que será apresentado no final do ano e a recentemente apresentada e lindíssima Volvo v60.
    Temendo que o novo série 3 a nível de design seja mais do mesmo comecei a procurar alternativas e foi aí que “descobri” o Lexus Is 300h.
    Sabendo de antemão que a nível de prestações tal troca seria um downgrade a nível estético o Lexus é para mim o Sedan mais bonito do mercado.
    De modo que solicito a sua ajuda para tamanho dilema existência.
    Um Abraço.

    JH

  2. Meu caro,
    Antes de mais, muito Obrigado por seguir o canal!
    Vou tentar ajudar o melhor que puder/souber…

    Eu percebo perfeitamente o seu dilema, pois fui confrontado com o mesmíssimo cenário!
    Uma coisa lhe posso dizer; a escolha pelo Lexus jamais pode ter que ver com o campo prestacional, pois nem tão pouco esse pressuposto alguma vez foi prioritário para os engenheiros que desenvolveram o carro.
    Aquilo que me levou a optar por este lindíssimo híbrido foi, em primeiro lugar o factor exclusividade e a beleza das linhas interiores e exteriores. O carro tem uma presença tão mais marcante do que qualquer alemão do mesmo segmento, que só mesmo tendo um é que é possível aferir a real diferença!
    Depois é a suavidade com que tudo se passa a bordo deste automóvel…. A total e completa isenção de vibrações, o silêncio de deslocamento e o conforto de rolamento (ligeiramente mais seco nas versões Sport e Sport+), tornam a experiência de condução num verdadeiro spa!
    200km/h de ponta ou 8.3s dos 0-100 estão longe de ser valores de refª… no entanto, pense no seguinte, qts vezes faz velocidades de cruzeiro de 200kph? Qts vezes lhe fez diferença ter um carro que faz 8.5 ou 7.5 ou 6.5 dos 0-100?
    Na minha cabeça, é tudo mt relativo… e mt menos vezes do que julgamos, esses nrs alguma vez fazem a diferença na hora de comprar…
    Por último, o binómio fiabilidade/custos de manutenção Lexus…
    Já para nem falar na garantia de 5 anos s/limite de kms ou 8 anos para o sistema híbrido (desde que faça as revisões atempadamente em concessionário oficial).
    Eu comprei um sem hesitar e ao longo de 10.000kms de convívio, registei 6.7l/100 de média… Nada mau para um veículo com motor a gasolina e uma potência combinada de 223cv 😉

DEIXE UMA RESPOSTA